Objetiva - Empreendedorismo em foco
Projeto de capacitação de empresários do setor audiovisual
Sebrae
Apro
efetue seu log-in:

Notícias

18/112016
20h00
Lançamento pesquisa - Saiba mais sobre os participantes do painel
No próximo dia 29 de novembro, o público poderá conhecer o resultado a pesquisa “Mapeamento e Impacto Econômico do Setor Audiovisual no Brasil”, iniciativa da APRO – Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais – e do SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. O estudo, que será apresentado durante o Telas Fórum 2016, é mais uma iniciativa do projeto Objetiva – Empreendedorismo em Foco, iniciativa da APRO – Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais – e do SEBRAE em parceria com o SIAESP – Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo e com a BRAVI – Brasil Audiovisual Independente.
Além dos números da pesquisa, quem comparecer ao lançamento também poderá assistir a um painel em que a pesquisa será debatida, sob a perspectiva da situação atual do mercado audiovisual. Farão parte deste painel Claudio Lins de Vasconcelos (MinC), Fernanda Farah (BNDES) e Lucas Foster (ProjectHub).
Abaixo as mini biografias dos do painel:
 
Claudio Lins de Vasconcelos
Vasconcelos é Secretário de Economia da Cultura do Ministério da Cultura. Doutor pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ (Rio de Janeiro, RJ, Brasil), mestre pela University of Notre Dame (Notre Dame, IN, EUA) e bacharel pela Universidade Federal da Bahia (Salvador, BA, Brasil). Entre outras posições, foi assessor internacional adjunto do Ministério da Justiça, em Brasília, DF, e consultor do Banco Mundial, em Washington, DC.
É professor convidado do mestrado em propriedade intelectual do Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI e professor convidado da pós-graduação em direito da propriedade intelectual da PUC-Rio. É, também, diretor-relator da Associação Brasileira da Propriedade Intelectual – ABPI, vice-presidente da Comissão de Direitos Autorais, Intelectuais e do Entretenimento da AOB/RJ e autor do livro “Mídia e Propriedade Intelectual: A Crônica de um Modelo em Transformação”.
 
Fernanda Farah
Fernanda é gerente no Departamento de Cultura, Entretenimento e Turismo do BNDES, departamento criado em 2006 para o desenvolvimento e operação de novas ações e instrumentos financeiros para o setor da Economia da Cultura.
Administradora pela UFRJ, mestre pela PUC, cursou MBA em Finanças pela COPPEAD e MBA em Management pelo IAG-PUC. Ingressou no BNDES por concurso em 2004, atuou na Área de Mercado de Capitais, e na Área de “Venture Capital”. Anteriormente, trabalhou na Vale, com atuação na Área Financeira, trabalhando com Programação Financeira e Fusões & Aquisições.


Lucas Foster
Foster é psicólogo e consultor em criatividade, economia criativa e desenvolvimento. Fundador e Diretor Executivo da ProjectHub, primeira rede internacional para Empreendedores da Economia Criativa estabelecida no Brasil, representa oficialmente a BOP Consulting, criada por John Howkins, para a América Latina e é parceira da Endeavor, organização internacional de incentivo ao Empreendedorismo, para ações voltadas à Economia Criativa. É responsável por estudos de impacto cultural e econômico de programas liderados pelo British Council e pelo World Cities Culture Report, estudo coordenado pela Prefeitura de Londres que analisa o legado da cultura para cidades globais. Lidera a Creative Business Cup, considerada a Copa do Mundo para Empreendedores da Economia Criativa, idealizada pelo Governo da Dinamarca com a participação de 45 países e é o idealizador do Prêmio Brasil Criativo, principal iniciativa de reconhecimento e valorização da criatividade brasileira do Ministério da Cultura.